Faces do Brasil contemporâneo. História, memória e identidade

Ministrado por Carolina Da Cunha Rocha

Seminário online de 20 de maio a 14 de julho

Aproximação  

Qual a identidade do Brasil contemporâneo?

De onde vieram as distintas tendências raciais, políticas, religiosas e culturais que vemos no Brasil atual?

É possível traçar a genealogia de uma nação?

O momento político atual do Brasil impulsa o historiador contemporâneo a repensar a trajetória do país. Durante 03 anos atuei como professora de História do Brasil e os temas das aulas, inevitavelmente, convergiam para a realidade política, social, econômica e cultural que o Brasil vivenciava no momento. Adoro dar aulas, intercambiar ideias e motivar novas reflexões. Acredito que o papel do professor não é o de ensinar, mas o de sensibilizar os alunos ao tema proposto e, com isso, serem eles mesmos os construtores de sua própria consciência crítica. Nesse sentido, tendo por contexto as grandes questões atuais, minha maior motivação para o curso é servir como facilitadora para que os interessados no curso possam refletir sobre a trajetória do país e, com isso, tornarem-se cidadãos mais críticos, conscientes do seu papel social. O curso almeja, por meio do diálogo imparcial e da interação livre de ideias, contribuir para o encontro de soluções e alternativas para os impasses que vive a sociedade brasileira atual.
O tema do seminário é a própria história do Brasil, abordada de modo sucinto e objetivo. Se busca enfocar em assuntos específicos da trajetória do país, os quais se vinculam aos grandes debates atuais, seja em matéria social, cultural, política e econômica.
Temas como governo e instituições, justiça e corrupção, raça e miscigenação, relações internacionais, autoritarismo, religiosidade, sexualidade e cultura são os assuntos condutores de cada módulo. As discussões das aulas estarão orientadas a que o interessado no curso seja construtor ativo de seu próprio conhecimento e que seja capaz de realizar reflexões individuais sobre o temas propostos. O curso se propõe não a oferecer respostas prontas, mas ajudar a identificar a origem das distintas faces do Brasil contemporâneo e, com isso, contribuir para que o interessado faça sua própria leitura crítica do momento presente.

Objetivos da proposta:

O objetivo do curso não é o de ensinar história básica do Brasil ou muito menos de fazer uma simples rememoração dos fatos e eventos históricos. Nosso objetivo é propor uma discussão histórica sobre as diferentes questões sociais, culturais e políticas que povoam o Brasil de hoje, buscando traçar a origem dos debates atuais nas próprias raízes de formação do país. Passado e presente conversam em um diálogo constante e ininterrupto. No entanto, esse intercâmbio rico de ideias tende a passar, muitas das vezes, de modo imperceptível ao indivíduo contemporâneo. O curso se propõe a sensibilizar o aluno à íntima relação que há entre história e contemporaneidade, entre memória e identidade do brasileiro. Para isso, a aulas irão recorrer ao uso de textos, de fontes primárias, de iconografia, de fotografia e de música, de modo a recompor e reconhecer aquilo que seria uma genealogia do Brasil contemporâneo.

Programa de  atividades:

  1. Genealogia de uma nação: forças motoras da conquista; economia e expansão geográfica; primeira globalização e o papel do Brasil; verdades e mitos sobre a conquista. Impressões do novo mundo. Análise de fontes primárias.
  2. Entre o público e o privado, definindo espaços de poder: estruturas políticas e governamentais; instituições e a lógica política; justiça e legalidade; a origem da burocracia no Brasil. Análise de fontes primárias.
  3. Brasil mestiço: os povos originários antes e depois da conquista; imigração forçada e escravidão; miscigenação e a origem da desigualdade social. Análise iconográfica e fotográfica. Análise de fontes primárias.
  4. Fronteiras e estrangeirismo: relações internacionais; geopolítica e espaço de influência; liderança regional; imigração e relações de trabalho. Análise de fontes primárias.
  5. A força da espada no Brasil: militarismo e autoritarismo; guerras e batalhas brasileiras; golpes de Estado, revoltas e movimentos populares. Análise iconográfica e de fontes primárias.
  6. O amor nos trópicos: afetos e sexualidade; a construção da sociedade e de seus costumes; moralidade pública e imoralidade privada; o papel da mulher e a diversidade sexual na formação do país. Análise iconográfica e de fontes primárias.
  7. made in Brazil: religiosidade oficial e religião popular; sincretismo religioso; devoções permitidas e crenças proibidas; novos modelos de fé e sua propagação internacional. Análise de material audiovisual.
  8. Do luxo ao lixo?: expressões artísticas e culturais brasileiras; festas e cultura popular; importação, criação e recriação de modelos artísticos. Análise de material audiovisual.

Bibliografia:

AMADO, Janaína e FIGUEIREDO, Luiz Carlos. No tempo das caravelas. São Paulo/Goiânia: Ed. Contexto/UFG, 1992.

ARAÚJO, Emanuel. O teatro dos vícios. Rio de Janeiro: Ed. José Olympio, 2008.

BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

CARDOSO, Ciro Flamarion S. O trabalho na América Latina Colonial. São Paulo: Ática, 1988.

CARVALHO, José Murilo. Os Bestializados – O Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

CERVO, Amado e BUENO, Clodoaldo. História da Política Exterior do Brasil. Brasília: Editora UnB, 2011.

COSTA, Emilia Viotti da. Da senzala à colônia. 4. ed. São Paulo: Unesp, 1998.

FAUSTO, Boris (org.). História do Brasil. São Paulo: EdUSP, 2008.

FRACCARO, Gláucia Cristina Candian. Os direitos das mulheres: feminismo e trabalho no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2017.

FRAGOSO, João; FLORENTINO, Manolo e FARIAS, Sheila. A economia colonial brasileira. Rio de Janeiro: Ed. Atual, 1999.

FRAGOSO, João. Homens de grossa aventura. São Paulo: Ed. Civilização Brasileira, 1998.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia. Das Letras, 1997.

________________________.História geral da civilização brasileira: do descobrimento a expansão territorial. 14. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007.

INÁCIO, Inês da Conceição e LUCA, Tânia Regina de. Documentos do Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

LINHARES, Maria Yedda. História geral do Brasil. 9. ed. Rio de Janeiro: Campos, 1996.

MATTOSO, Kátia M. de Queirós. Ser escravo no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 2001.

NOVAIS, Fernando Antonio. Portugal e Brasil na crise do antigo sistema colonial (1777- 1808). São Paulo: Hucitec, 1989.

NOVAIS, Fernando Antonio; SOUZA, Laura de Mello. História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997, volume I ao V.

PAIVA, Miguel; SCHWARCZ, Lilia Moritz. Da colônia ao império: Um Brasil para inglês ver. São Paulo: Brasiliense, 2000.

PINTO, Sérgio Murilo. Brasil – exército e política no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2016.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo. São Paulo: Brasiliense, 1996

PRIORE, Mary Del. Religião e religiosidade no Brasil colonial. 6. ed. São Paulo: Ática, 2002.

_____________. História do amor no Brasil. São Paulo: Contexto, 2005.

QUEIROZ, Renato da Silva e SCHWARCZ, Lilia Moritz. Raça e diversidade. São Paulo: Ed.Univ. São Paulo, 1996.

SILVA, Maria Beatriz Nizza da. História da família no Brasil colonial. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

SOUZA, Laura de Mello. O diabo e a terra de Santa Cruz. São Paulo: Cia. Das Letras, 1986.

SCHWARCZ, Lilia e STARLING, Heloísa. Brasil – uma biografia. São Paulo: Cia das Letras, 2016.

VAINFAS, Ronaldo. Trópico dos pecados: moral, sexualidade e inquisição no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1989.

VILLALTA, Luiz Carlos. O império luso-brasileiro e os brasis (1789-1808). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

Modalidade: online. As sessões não ocorrem em tempo real, nem em horário fixo, mas se calcula que a carga de trabalho é de aproximadamente 20 horas.

Solicitamos que leiam mais sobre o trabalho online aqui.

Inscrições:

  1. Preencher e enviar a solicitação de inscrição. O instituto confirmará o recebimento, e enviará a informação necessária para o depósito.
  2. Efetuar o pagamento em seu valor exato.
  3. Enviar o comprovante do depósito para o e-mail: administracion@17edu.org

Público em geral

México e América Latina

Inscrições

100 reales
$500MXN (aprox $26USD)
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento

200 reales
$1,000MXN (aprox $52USD)
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento

200 reales
$1,000MXN (aprox $52USD)
Data limite: 24 de junho

TOTAL

500 reais
$2,500MXN (aprox $131USD)

 
América do norte

Inscrições
$60USD
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento
$80USD
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento
$80USD
Data limite: 24 de junho

TOTAL
$220USD

 
Europa

Inscripción
40€
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento
75€
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento
75€
Data limite: 24 de junho

TOTAL
190€

 

Estudantes, professores e terceira idade*

México e América Latina

Inscrições

100 reales
$600MXN (aprox $31USD)
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento

150 reales
$700MXN (aprox $37USD)
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento

150 reales
$700MXN (aprox $37USD)
Data limite: 24 de junho

TOTAL

400 reales
$2,000MXN (aprox $105USD)

 
América do norte

Inscrições
$60USD
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento
$60USD
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento
$60USD
Data limite: 24 de junho

TOTAL
$180USD

 
Europa

Inscrições
40€
Data limite: 15 de maio

Primeiro pagamento
55€
Data limite: 27 de maio

Segundo pagamento
55€
Data limite: 24 de junho

TOTAL
150€

 
*Os valores não se aplicam a outros descontos.

Pagamento imediato: desconto de 25% no valor relativo ao público em geral, ao realizar o pagamento em uma só vez antes do dia 10 de maio de 2019.

Desconto de 50% no valor para público em geral nos seguintes casos: inscritos, tutores e alunos da pós-graduação em Teoria Crítica do 17 (mestrado, doutorado e pós-doutorado) ao pagar em uma só vez.

325 reais. Custo total deste seminário a partir da terceira atividade cursada no 17, ao pagar em uma só vez.

Todos os pagamentos são dedutíveis de impostos.

Transferência ou depósito bancário (residentes no México)*

Cartão de crédito ou débito através do sistema PayPal (residentes no México e no exterior)

*A informação para realizar o depósito será enviada juntamente com a resposta à solicitação de inscrição.

Termos e condições aqui.

SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO

Data de nascimento

Por quais meios você teve conhecimento desta atividade?