Vivendo Exílios: política, história e memória do exílio brasileiro pós-1964

Seminário online | De 20 de abril de 2020 a 14 de junho de 2020

Ministrado por Rodrigo Pezzonia

Objetivos

A disciplina tem por objetivo a introdução ao tema do exílio político brasileiro. Pretendemos com ela analisar eventos, estruturas e processos políticos relativos ao exílio no Brasil, mas sem deixar de lado as demais experiências latino-americanas do mesmo período. 

Justificativa

Tendo se passado mais de 50 anos do golpe civil-militar de 1964, e mais de 30 dos primeiros esforços acadêmicos de se desvendar este período da história brasileira, o tema do exílio ainda carece de maior adensamento investigativo. Mesmo após o aumento de interesse das pesquisas acadêmicas dos últimos anos, a militância contra a ditadura fora do país parece ainda ser um tema pouco interessante às ciências humanas. Assim, buscando sistematizar o debate em torno do exílio valorizando as produções de estudiosos brasileiros, mas com intenso auxílio da já estruturada produção sobre o mesmo tema em países estrangeiros, propomos esta disciplina que se estrutura em três eixos complementares: 1. A pesquisa e conceituação do exílio e sua importância para entender este fenômeno nas ditaduras do Cone Sul e seus reflexos nos países de acolhida; 2. a questão da resistência e solidariedade no exílio nos mais diferentes espaços de ação; 3. o retorno e a construção das memórias sobre o exílio. Acreditamos que estes três eixos concentram e sustentam os debates acerca do exílio brasileiro. Voltada para alunos de várias áreas de humanidades, esta disciplina valoriza o debate transdisciplinar, tangenciando problemas teóricos que envolvem a relação entre memória e história.

BLOCO I – EXÍLIOS

Aula 1: Exílio na América Latina:  história, definições e conceitos

YANKELEVICH, Pablo. Estudar o Exílio. In: Samantha Viz Quadrat (org.). Caminhos Cruzados: História e Memória dos Exílios Latino-Americanos no Séc. XX. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2011, p. 11-30.

SZNAJDER, Mario. Os Exílios Latino-americanos. In: Samantha Viz Quadrat (org.). Caminhos Cruzados: História e Memória dos Exílios Latino Americanos no Séc. XX. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2011, p. 65-90. 

SAID, Edward. Reflexões sobre o Exílio. In: Reflexões sobre o Exílio e Outros Ensaios. São Paulo: C&A das Letras, 2003, p. 46-60.

Aula 2: Os Brasileiros entre Ditaduras e Terras de Acolhida

ROLLEMBERG, Denise. Exílio: Entre Raízes e Radares. São Paulo: Record, 1999. (Cap. 2 e 3)

ROLLEMBERG, Denise. Exílio: Entre Raizes e Radares. São Paulo: Record, 1999. (Cap. 4 e 5)

BLOCO II – RESISTÊNCIAS NO EXÍLIO

Aula 3: Redes de Solidariedade

MARQUES, Teresa Cristina Schneider. Militância Política e Solidariedades Transnacionais: A trajetória política dos exilados brasileiros no Chile e na França (1968-1979). Tese de Doutorado – Programa de pós-graduação em Ciência Política: UFRGS. Porto Alegre, 2011. Disponível on-line.

RIBEIRO, Maria Claudia Badan. As Redes Políticas de Solidariedade na América Latina. In: Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 8, n. 17, p. 311  349. jan./abr. 2016. Disponível on-line

Aula 4: Mulheres e Operários no Exílio

MORAES, M. L. Deslocamentos geográficos, experiências subjetivas: brasileiras no exílio. 35º Encontro Anual da Anpocs. Disponível on-line

MARQUES, Teresa Cristina Schneider. A Esquerda Brasileira Exilada e o Feminismo: a atuação política das brasileiras no Chile e na França (1968-1979). Projeto História, São Paulo, n. 52, pp. 112-139, Ago. 2015. Disponível on-line.

CHOTIL, Mazé Torquato. Trabalhadores exilados – a saga de brasileiros forçados a partir (1964-1985). Curitiba: Prismas, 2016. (Cap. 3).

Aula 5: Cultura no Exílio

 DUARTE, Geni; FIÚZA, Alexandre. Arte, política e deslocamento: memórias de músicos latino-americanos no exílio. História Oral, v. 18, n. 1, p. 9-33, jan./jun. 2015. Disponível on-line.

VELOSO, Caetano. Verdade Tropical. São Paulo: Companhia das Letras, 2017, p. 405 – 451. 

GREEN, James. A Oposição vai ao Teatro. In: Apesar de vocês: Oposição à Ditadura Brasileira nos Estados Unidos, 1964-1985. São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 394 – 421.

BLOCO III – RETORNO

Aula 6: Exílio “Ibero-Africano”: Portugal e África em destaque

FREIRE, Américo. Ecos da Estação Lisboa: o exílio das esquerdas brasileiras em Portugal. In: Quadrat, S. V. (org). Caminhos Cruzados: História e Memória dos Exílios Latino-Americanos no Século XXI. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2011, p. 117-140. Disponível on-line.

AZEVEDO, Desiree Lemos. Trajetórias militantes: do Brasil a Moçambique nas redes da esquerda internacional. Etnográfica. outubro de 2012. N° 16 (3): 461-486. Disponível on-line.

Aula 7: As Vivências do Retorno

ROLLEMBERG, Denise. Exílio: Entre Raízes e Radares. Rio de Janeiro: Record, 1999. (cap. 9 e 10)

PEZZONIA, R. Guarda um Cravo para Mim: os exilados brasileiros em Portugal. São Paulo: Alameda Editorial, 2019.

Aula 8: Conclusão e Avaliação do Curso

Neste último encontro o objetivo é o de resgatar os pontos chaves das aulas anteriores, assim como aferir as impressões dos participantes sobre o curso.

 

Modalidade: online. As sessões não ocorrem em tempo real, nem em horário fixo, mas se calcula que a carga de trabalho é de aproximadamente 20 horas.

Solicitamos que leiam mais sobre o trabalho online aqui.

Inscrições:

  1. Preencher e enviar a solicitação de inscrição. O instituto confirmará o recebimento, e enviará a informação necessária para o depósito.
  2. Efetuar o pagamento em seu valor exato.
  3. Enviar o comprovante do depósito para o e-mail: administracion@17edu.org

Público em geral

México e América Latina

Contribuição total

250 reales
$1250MXN (aprox $59USD)

 
América do norte

Contribuição total

$140USD

 

Europa

Contribuição total

110 €

 

Todos os pagamentos são dedutíveis de impostos.

Transferência ou depósito bancário (residentes no México)*

Cartão de crédito ou débito através do sistema PayPal (residentes no México e no exterior)

*A informação para realizar o depósito será enviada juntamente com a resposta à solicitação de inscrição.

Termos e condições aqui.

SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO

Data de nascimento

Por quais meios você teve conhecimento desta atividade?